top of page
  • Instagram
  • Fanpage
  • Youtube
  • TikTok

Vote no curta para o Troféu NOIA Engajamento

Visite o canal do NOIA e curta este vídeo

créditos

Direção

Amanda Poça

Roteiro

Amanda Poça

Fotografia

Bárbara Vale & Paola Acyoli

Arte

Aryel Neres & Bruna Sanae

Montagem

Composição Estúdio

Produção

Vanessa Marrocos & Kau Silva

Som

Monhangarypy Estúdio

Elenco

Alícia Katrine, Elizangila Desicourt, João Augusto & Rawi

bio da direção

sinopse

"Carne Traída" é uma crônica visual experimental de dez minutos que explora o transe, a alucinação e a encantaria de uma mulher durante uma travessia de balsa, o filme propõe uma jornada sensorial que mistura a realidade e a imaginação.

Declaração do Diretor:
Carne Traída" confronta o tema da misoginia e da fantasia, explorando essas questões dentro do contexto específico das territorialidades amazônicas, os barcos. O objetivo da produção é contribuir para uma plataforma de experiências muitas vezes silenciadas e naturalizadas, especialmente em lugares comuns de a experiência do deslocamento na região Norte do Brasil o filme aborda questões delicadas e incômodas que impactam profundamente a vida e a saúde mental das mulheres.

Carne Traída

especificações

Projeto Original

Carne Traída

Gênero

Ficção

Duração

11'34''

Formato

Digital

Dimensão

21:9

Cor

Colorido

País/Linguagem

Pará, Brasil/Português

Escola/Universidade

Universidade Federal do Oeste do Pará

Amanda Poça, paraense, é cineasta-pesquisadora com foco em linguagem experimental. Ela investiga as experiências de mulheres amazônicas em seus próprios territórios e em trânsito.

Siga as redes do(a) realizador(a)

bottom of page