Longe do mero registro, a Fotografia como linguagem aproxima-se cada vez mais da fabulação, da criação político-estética, da implícita intencionalidade do olhar. Mais do que o ato fotográfico referenciado no mundo ao qual pertencemos, fotografar é uma construção de
nossa retórica, uma projeção, uma forma de revelar quem está por trás da câmera na
semântica das luzes e sombras, do recorte fotográfico, da paleta cromática, da dilatação entre
a tensão de quem se mostra e de quem se vê na imagem.

A Fotografia é, portanto, uma arte do encontro. Nesse sentindo, a curadoria aqui apresentada
busca potencializar e estimular a pluralidade temática, plástica e política encontrada no fértil e livre terreno universitário de nosso estado.

Independente de resultados e colocações, a verdadeira competição do fotógrafo é consigo
mesmo. A busca pelo aprimoramento na construção do seu discurso. Não se trata de algo
quantitativo, com melhores e piores, com primeiros e últimos colocados, mas sim de uma
busca pessoal onde o verdadeiro prêmio está na singularidade dos olhares e na forma desse
encontro propiciado pelo diálogo imagético entre nós.

Agradecemos ao Festival Noia essa oportunidade de estar em contato com essa nova safra de
fotógrafos do Ceará.

Curadoria 17º Noia

Igor Grazianno

Igor Grazianno

Fotografia

Carlos Gibaja

Carlos Gibaja

Fotografia

Sponsors

Address

stay in touch

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Subscribe for free resources
& news updates.
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form