A 17ª edição NOIA acontece num dos momentos mais importantes da história recente do Brasil, exatamente no intervalo entre o primeiro e o segundo turno. Apesar de atravessarmos um período de crise e incertezas, buscamos, através do cinema, reafirmar o nosso compromisso com a democracia e a diversidade, pondo em circulação uma série de filmes de curta-metragem produzidos em escolas de todas as regiões do Brasil. Trata-se de obras que assumem posicionamentos importantes sobre pautas urgentes nos campos da estética, política, economia e, sobretudo, ética.

Como num grande espelho fragmentado e caleidoscópico que reflete imagens incômodas do atual “espírito do tempo” (outros chamariam de “estado das coisas”) do nosso país, a equipe de seleção dos filmes que compõem as mostras nacional e cearense buscou lançar um olhar atento às pautas gritantes das minorias sociais: temas relacionados à luta feminina, aos movimentos negros, os direitos da população LGBT e a ocupação dos polos urbanos como experiência política.

Na produção cearense, chama-nos a atenção uma série de curtas-metragens protagonizados por personagens ‘inadequados’. Protagonistas desviantes que propõem ao espectador experiências sensoriais a partir das margens sociais, estéticas e econômicas às quais estão submetidos. Ao longo do país, uma impressionante relação entre a sexualidade e a violência, entre os corpos e a sobrevivência. Acenamos aqui para um entendimento de que é na pele; negra, feminina e LGBT, onde reside a força para reverter a curva política que nos assombra.

É importante destacar também que quase dois terços dos filmes aqui exibidos são oriundos de instituições públicas de diferentes estados brasileiros. Esse fato demarca a qualidade técnica e estética do ensino público em todo o país e a consequente defesa da educação pública, gratuita e democrática. Apenas desse modo, o cinema universitário pode permanecer como uma ferramenta de transformação social da realidade nacional.

Por fim, ressalta-se a importância de festivais como o NOIA, iniciativa que permite a circulação, difusão e o encontro entre as diversas potencialidades do cinema universitário contemporâneo. Um respiro de esperança em tempos tão difíceis.

Curadoria 17º Noia

Ana Paula Vieira

Ana Paula Vieira

Cinema

Alan Goes

Alan Goes

Cinema

Pedro Azevedo

Pedro Azevedo

Cinema

Sponsors

Address

stay in touch

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form
Subscribe for free resources
& news updates.
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form